Música no Simpoesia

patavinas

PATAVINAS JAZZ CLUB

Formado por um grupo de músicos apaixonados pelo Jazz, o Patavinas Jazz Club nasceu em Setembro de 2007 quando André Hemsi (Guitarra Acústica/Arranjos/Composições), uma mente ansiosa por experimentar seus arranjos e composições, propôs a Eduardo Amorim (Saxofone Tenor) , Cristina Pozzi (Flauta), Leopoldo Claro (Contrabaixo) e Diogo Veiga (Bateria), a formação de um grupo de estudos voltado à improvisação.

Os ótimos resultados obtidos por esta cozinha de peso em conjunto com as madeiras foi o suficiente por instigar a necessidade de investir no crescimento do grupo. Assim Gilvanio Bispo (Saxofone Alto),  Fábio Rizzi (Trompete) e Fernando Niglio(Trombone)  foram integrados ao combo completando desta forma os timbres do naipe de sopros característicos do Jazz. 

Tanto as diferenças na formação musical quanto a afinidade pelo experimento em diferentes estilos têm se mostrado ricos materiais de intercâmbio musical, muito contribuindo para a evolução de um estilo único para o conjunto que passeia por uma instigante mistura de Klezmer, Cool Jazz, Samba, Groove e Tango Moderno.

Mais do que interpretações de temas já consagrados, Patavinas Jazz Club se propõe a apresentar um estilo original através de composições próprias e versões autênticas, carregadas de personalidade e conteúdo.

Apresentação: Casas das Rosas, 6/6 às 21 h.

Mais informações no site do Patavinas.

polivox

CANÇÕES DO ESTÚDIO REALIDADE – RODRIGO GARCIA LOPES

O poeta e compositor Rodrigo Garcia Lopes (voz e violão) apresenta no Simpoesia 2009,  Canções do Estúdio Realidade, um pocket-show que traz canções de seu primeiro CD, Polivox (2001) e músicas inéditas que farão parte de seu próximo disco, firmando um diálogo entre a canção brasileira e experimentos sonoros e ritmos como blues, jazz e funk, que tem sido a marca de seu trabalho. Ele também lê alguns poemas inéditos. Como lembra o autor em entrevista:  A relação entre palavra, música e performance tem uma longa história: dos rapsodos gregos ao rap dos nossos dias, de cerimônias indígenas ao poema sonoro dadaísta, dos trovadores nordestinos ao blues, da palavra falada dos salmos ao samba-rap de Jackson do Pandeiro.” Um dado que dá força à proposta do poeta e músico é que esta tradição ancestral é colocada num contexto inteiramente contemporâneo, atentando ampliar o território da canção, na fronteira invisível da poesia da música e a música da poesia.

Canções do Estúdio Realidade apresenta músicas novas, como a melodia hipnótica de “Pariso”, a balada “Vertigem”, o rap “New York”, musicalizações para poemas como “O Navegante” (de cerca de mil anos de idade), a sonoridade nordestina no baião “Betty Blue”.

Apresentação: Casas das Rosas, 4/6 às 21 h.

MYSPACE: http://www.myspace.com/ogirdor2009

ALGUNS LINKS NO YOUTUBE (trechos do show no projeto Outros Bárbaros, Itaú Cultural, São Paulo, 2005):

* FUGAZ (Rodrigo Garcia Lopes)

http://www.youtube.com/watch?v=7P_PWN-gjWU

* O NAVEGANTE (poema anônimo anglo-saxão, tradução e trilha de Rodrigo Garcia Lopes).

http://www.youtube.com/watch?v=drLeJyKQutc&feature=related

O ASSINALADO (Cruz e Souza / Rodrigo Garcia Lopes):

http://www.youtube.com/watch?v=WQBOFnTRHMc

* A SOLIDÃO (Rodrigo Garcia Lopes):

http://www.youtube.com/watch?v=ANV1_H7oGJA&feature=related